Dra. Glória Braga

Quem nunca sofreu uma dor de garganta? Esse problema ocorre em todas as pessoas, não importa a idade!

Quando falamos em dores de garganta, estamos nos referindo às faringites ou amigdalites, geralmente causadas por uma vírus ou bactéria. São mais frequentes em climas secos e frios, e em pessoas com o sistema imunológico enfraquecido.

Na maioria das vezes, o quadro é benigno. Porém, podem haver complicações.

Causas de dor de garganta

1. Vírus

A maior parte das dores de garganta fortes é provocada por viroses agudas, causadas por:

  • Rinovírus (resfriado comum);
  • Adenovírus (Febre faringo-conjuntival);
  • Influenzae (gripe);
  • Epstein-Barr (Mononucleose ou Doença do Beijo);
  • Coxsackie (Herpangina e Doença mão-pé-boca);
  • Herpes simplex;
  • Vírus do sarampo;
  • Varicela–zoster (Catapora).

2. Bactérias

A dor de garganta, ou amigdalite bacteriana, é causada por três organismos:

  • Estreptococos beta hemolíticos do grupo A;
  • Corynebacterium diphtheriae (faringite diftérica);
  • Neisseria gonorrhoeae (faringite gonocócica);
  • Haemophilus influenzae (epiglotite aguda);
  • Mycoplasma.

3. Outras causas:

  • exposição à fumaça de cigarro e poluição;
  • longos períodos em ambientes secos;
  • alergias;
  • refluxo gastroesofágico: distúrbio do sistema digestivo em que o conteúdo e os ácidos presentes no estômago são regurgitados de volta ao esôfago;
  • corpo estranho;
  • queimaduras.

Sinais e sintomas da dor de garganta

Os sintomas de uma inflamação aguda são dor e sensação de que a garganta está arranhando. A sensação pode piorar ainda mais ao engolir e, por isso, a pessoa pode sofrer dificuldades durante esse ato.

As amígdalas geralmente se apresentam vermelhas e inchadas, com ou sem placas de pus no local.

Podem ocorrer outros sinais e sintomas como:

  • febre;
  • tosse;
  • nariz escorrendo;
  • espirros;
  • dores no corpo;
  • dores de cabeça;
  • náuseas e vômitos.

Complicações

A maioria das dores de garganta são benignas. Porém, podem ocorrer as seguintes complicações:

  • sinusite;
  • dor de ouvido;
  • epiglotite: inchaço da garganta, principalmente na região da epiglote, que pode obstruir as vias aéreas e dificultar a respiração;
  • abscesso retrofaríngeo: coleção de pus atrás da faringe, extremamente doloroso e que pode evoluir de forma grave, especialmente em crianças;
  • abscesso peritonsilar: na região das amígdalas;
  • linfadenite supurativa cervical: infiltração dos linfonodos do pescoço pelas bactérias;
  • febre reumática;
  • comprometimento renal.

Tratamento da dor de garganta

O tratamento da dor de garganta depende da causa. Uma infecção viral dura entre 5 e 7 dias, e não precisa de tratamento. São usados apenas medicamentos para aliviar os sintomas, como analgésicos e antitérmicos.

Se a causa é bacteriana, o pediatra irá prescrever antibióticos. É importante usar a medicação corretamente e pelo tempo prescrito para evitar complicações.

Durante o tratamento, a criança deve descansar bastante e se hidratar bem. Se houver piora dos sintomas, dificuldade para respirar ou engolir, procure imediatamente o pediatra.

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.