Homem mexendo em sua barba com pelos encravados na frente do espelho

Dr. Fábio Gontijo

Se você por acaso tem notado alguns inchaços estranhos e doloridos no rosto, e não sabe o que ele são, que bom que chegou até aqui. Afinal, talvez eu tenha a sua resposta. Já ouviu falar em pelos encravados na barba?

Eles ocorrem quando os pelos faciais não conseguem crescer para fora da superfície da pele. Isso pode ser causado por poros obstruídos, crescimento irregular e por aí vai. Não se preocupe que, ao longo do texto, ainda vamos conversar bastante sobre essa parte.

Por enquanto, continue comigo que, hoje, vamos discutir as causas, como prevenir e remover os pelos encravados na barba. Preparado?

Os primeiros sinais de um pelo encravado

Uma das primeiras coisas que o paciente nota quando possui um pelo encravado é a coceira na região da pele onde este está. Logo depois, o local começa a ficar vermelho e inchado.

Forma-se uma protuberância sólida e avermelhada (pápula) ou com um pouco de pus (pústula), com um ou mais pelos no centro.

A gravidade do quadro varia de acordo com a genética do paciente, assim como sua saúde geral e estilo de vida. Outros fatores que determinam os sintomas dos pelos encravados na barba são a maneira como estes crescem na pele, se há uma infecção em seus arredores e, claro, a profundidade desta.

Tipos de pelos encravados na barba

Existem dois grupos de pelos faciais encravados: os causados ​​por folículos infectados, e os provocados ​​por uma infecção secundária da pele.

É possível, ainda, que o paciente não sofra nenhum tipo de infecção, e a pústula na pele seja apenas a reação do sistema imunológico a um corpo estranho que, nesse caso, é o próprio pelo.

Algumas pessoas acreditam que os pelos encravados são sempre resultado de uma infecção na pele e prescrevem antibióticos quando não há necessidade deles. Por isso, nunca deixe de se consultar com um dermatologista antes de iniciar qualquer tratamento.

Causas

Embora qualquer pessoa possa ter pelos encravados na barba, o problema tende a ser pior para quem possui pelos muito grossos e encaracolados.

Na medida em que os pelos faciais crescem, a tendência é que eles se curvem dentro da pele, ao invés de continuarem para fora e para cima. Uma vez que se inclina para trás, a borda afiada dos pelos simplesmente perfura a pele e continua a crescer sob ela. Isso é especialmente comum, inclusive, após fazer a barba.

Outras causas para esse quadro incluem:

  • Células mortas da pele: a remoção de acúmulos de pele morta e excesso de oleosidade da pele costumam evitar os pelos encravados na barba. Quando esse processo não é feito com frequência, os poros da face do paciente podem se obstruir, impedindo o crescimento de novos pelos.

    Como já é de se imaginar, esses novos pelos precisam crescer para algum lugar, certo? Bem, quando algo obstrui o caminho e eles não conseguem avançar na direção certa, eles se direcionam para os lados e acabam se “encravando”.

  • Barbear-se muito rente à pele: raspar os pelos muito rente à superfície da pele com uma lâmina de barbear pode fazer com que estes fiquem presos na pele, causando a inflamação.
  • Infecção bacteriana ou fúngica: contaminação da região por microorganismos.

Como melhorar os pelos encravados na barba?

Na maioria das vezes, o corpo consegue lidar com isso por conta própria. Para ajudá-lo, você pode:

  • manter o rosto limpo, lavando-o com produtos adequados ao seu tipo de pele, todos os dias;
  • evitar passar as mãos no rosto;
  • fazer compressas quentes no local.

Se isso não funcionar e o quadro persistir por mais de uma semana, talvez seja necessário remover o pelo. Porém, não recomendo, de forma alguma, que essa extração seja em casa. Afinal, várias coisas podem dar errado durante ou após o processo.

Por fim, como prevenir os pelos faciais encravados?

Embora quaisquer pelos faciais afiados possam fazer uma curva rápida e começar a crescer sob a pele, há muitas coisas que você pode fazer para impedir que isso aconteça no futuro. São elas:

  • antes de fazer a barba, molhe a pele com água morna;
  • faça a barba sempre na direção em que os pelos estão crescendo;
  • certifique-se de enxaguar a lâmina após cada passada desta no rosto;
  • depois de se barbear, aplique uma loção pós-barba com ação refrescante e calmante para reduzir a irritação.
  • Essas medidas podem ajudar, mas, se você quer ficar livre de vez desse problema, converse com seu dermatologista a respeito da depilação definitiva da sua barba.

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.